• George Clooney
    É talvez a maior estrela de cinema da actualidade, que conjuga de forma ímpar o talento, a beleza e a personalidade vincada dos defensores das grandes causas. Com «Nas Nuvens» pode adicionar mais um Óscar ao que já tem na prateleira.
  • Jeremy Renner
    É o mais desconhecido dos cinco nomeados ao Óscar e também o que tem mais a ganhar com a nomeação. O seu currículo no teatro, televisão e cinema independente atingiu um pico de popularidade com a sua notável interpretação em «Estado de Guerra»
  • Morgan Freeman
    O prestígio como actor chegou-lhe tarde, mas, aos 72 anos, Morgan Freeman é um dos mais respeitados e inatacáveis intérpretes da actualidade, que poderá receber o segundo Óscar pelo papel de Nelson Mandela em «Invictus».
  • 2000-2009: O Cinema em Takes
    Os dez anos com que arrancou o século XXI foram alvo de mudanças radicais no cinema, com filmes para todos os gostos. Oportunidade então para analisar a última década cinematográfica ano a ano.
  • Colin Firth
    Embora a sua carreira já seja longa, «Um Homem Singular» valeu a primeira nomeação ao Óscar de Colin Firth, um dos actores britânicos mais apreciados da actualidade, imortalizado como Mr. Darcy na versão televisiva de «Orgulho e Preconceito».
  • Jeff Bridges
    À quinta nomeação ao Óscar pode ser desta que Jeff Bridges veja o seu talento finalmente reconhecido pela Academia, o que é tanto mais curioso quanto o filme pelo qual é nomeado, «Crazy Heart», esteve quase a ir directamente para vídeo.
  • Harry Potter junta-se ao fenómeno das 3 Dimensões
    Após o sucesso esmagador de «Avatar», o número de filmes já em produção a serem convertidos às três dimensões não pára de aumentar. As duas últimas fitas de Harry Potter também vão poder ser vistas com óculos, tal como «Confronto de Titã
  • Quentin Tarantino
    «Sacanas sem Lei» é o mais recente filme de uma das figuras mais incontornáveis da Sétima Arte das últimas duas décadas, paradigma de uma nova forma de cinefilia e de um novo estilo de cinema independente.
  • Lee Daniels
    É o menos conhecido dos cinco nomeados ao Óscar de Melhor Realizador mas assinou um dos filmes mais poderosos do ano, «Precious», um drama sobre as atribulações de uma adolescente negra e obesa no Harlem.
  • Kathryn Bigelow
    É apenas a quarta realizadora a ser nomeada ao Óscar mas pode ser a primeira a ganhá-lo, tendo em conta os prémios que «Estado de Guerra» já conquistou. Kathryn Bigelow tem-se distinguido por filmes musculados e de grande calibre cinematográfico.
  • Jason Reitman
    Com «Nas Nuvens», Jason Reitman cumpre a promessa de um talento que emergiu com «Obrigado por Fumar» e explodiu com «Juno», apresentando um dos filmes mais elogiados e premiados do ano.
  • James Cameron
    Um dos realizadores mais bem sucedidos da história da Sétima Arte, James Cameron tem casado com imensa felicidade a inovação tecnológica com o apelo massivo do público, como testemunham êxitos monumentais como «Titanic» ou «Avatar».

Reparámos que tem um Ad Blocker ativo.

A informação tem valor. Considere apoiar este projeto desligando o seu Ad Blocker.

Pode também apoiar-nos seguindo-nos nas redes sociais Facebook, Instagram e Twitter.