O título de um artigo deve dar uma ideia rápida e despertar o interesse para o assunto. E as gralhas podem acontecer a todos, não apenas aos jornalistas, mas no caso do "The Post-Journal" aconteceu uma "tempestade perfeita": apareceu no título, era das más, e ninguém ligou ao artigo.

No sábado, este jornal de Jamestown, em Nova Iorque, com uma circulação de cerca de 20 mil exemplares, publicou um artigo com relfexões de Julia Roberts sobre a sua vida e uma carreira já longa que começou em 1987.

O título: "Julia Roberts Finds Life And Her Holes Get Better With Age".

Literalmente: "Julia Roberts acha que a sua vida e os seus buracos ficam melhor com a idade".

A intenção do autor do artigo ou do editor que criou o título era escrever "roles get better with age": são os papéis, as personagens, que a atriz de 51 anos acha que ficam melhor com a idade.

A correção surgiu logo na edição do dia a seguir, mas por esta altura já as imagens do artigo espalhavam-se pelas redes sociais.

A atriz Busy Philipps foi uma das que brincou com a gafe, recordando que "esta é a razão para ela ser uma estrela de cinema, os meus buracos apenas ficam piores com a idade"

Finalmente, quando o prestigiado jornalista Mark Harris escreveu "nunca ditar a manchete pelo telefone", a colega Max Weiss deu uma sugestão difícil de bater: "Julia Roberts e os seus buracos aperfeiçoados deviam apresentar os Óscares".

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.