Pedro Granger não tem conseguido descansar tanto quanto queria, desde que começou a gravar «O Elo Mais Fraco», na RTP1, mas nem por isso deixa de sorrir e sentir-se feliz.

«Estou cansado, andamos a gravar três programas por dia, numa média de 12 horas de trabalho diário. Estou cansado, mas estou feliz», confessou o ator ao SapoTV.

«Estamos muito contentes, as audiências estão a correr muito bem e a reação das pessoas na rua, no supermercado, no café, tem sido muito gira. Gostam desta minha nova faceta de apresentador que é também um bocadinho construída como um personagem», revelou.

Quanto ao registo que utiliza no programa, o apresentador admite que ainda estão à procura da fórmula certa, mas há uma certeza desde o início: afastar-se do que foi feito pelas suas antecessoras.

«Estamos ainda a construir a personagem e é mais ou menos por aqui o caminho. A ideia era fazer um pouco diferente daquilo que a Luísa Castel-Branco e a Júlia Pinheiro fizeram. Tenho 32 anos, sou rapaz, não sou uma senhora com 40 ou 50 e tal anos. Portanto, não fazia sentido manter o mesmo registo agressivo», concluiu, sorridente.

(Texto: Inês Costa/Foto: Bruno Raposo)

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.