Não se sabem ainda muitos detalhes sobre o projeto, excepto que o documentário sobre o artista que morreu em 2016 terá várias partes.

Ava DuVernay foi nomeada ao Óscar em 2017 na categoria de melhor documentário pela sua produção "13th", sobre a 13ª emenda da Constituição americana, que aboliu a escravidão no país.

A mesma produção, da Netflix, recebeu dois Emmys.

"Prince era um génio, uma alegria e um choque para os sentidos", escreveu a realizadora numa mensagem publicada na sua conta no Twitter. "Ele era único".

"Ultrapassou os preconceitos, rompeu fronteiras e compartilhou seu coração por meio de sua música", continuou.

"A única forma que saberei fazer esta produção é com amor e cuidado", sustentou, dizendo estar "honrada" e "agradecida" por ter sido chamada para este projeto.

Reconhecido como um génio cantor e multi-instrumentista, Prince morreu em abril de 2016 por uma overdose de fentanil, um potente analgésico, 100 vezes mais forte que a morfina.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.