Segundo o canal CBS, Gary Glasberg morreu enquanto dormia, em Los Angeles. O norte-americano era o showrunner -  cargo de quem está diariamente ao comando de uma série, assumindo frequentemente funções de produtor, argumentista ou mesmo de realizador - de "Investigação Criminal" desde 2011, tendo sido um dos criadores de "Investigação Criminal - Nova Orleães".

"O Gary era o nosso pilar, o nosso maior apoiante, o nosso capitão de equipa. Ele inspirou-nos com a sua liderança, criatividade e olhar atento", frisou o elenco da série, acrescentando que "'Investigação Criminal' não voltará a ser a mesma coisa".  
"Cada um de nós vai sentir a falta daquela cara sorridente e do bom humor constante, que era o que nos animava todos os dias", afirmaram os atores em comunicado divulgado pela revista Variety.

ACBS Entertainment também lamentou a morte do showrunner. "O dia de hoje é extremamente triste para 'Investigação Criminal', CBS ou para qualquer um que teve a sorte de conviver com Gary Glasberg. Perdemos um amigo querido, uma alma criativa e cheia de talento, um líder respeitado, e, principalmente, alguém cuja bondade, cujo carinho, era sentido por quem o rodeava", sublinhou o canal em comunicado.

Argumentista e produtor, Gary Glasberg começou a carreira como argumentista de banda desenhada. Nos anos 1990, estreou-se como guionista em televisão, tendo trabalhado em séries como "Swift Justice" e "Mighty Morphin Power Rangers".

Antes de se juntar à equipa de "Investigação Criminal", Glasberg foi produtor e argumentista em  "A Patologista", "Osos" e "O Mentalista".

Na série da CBS, além de ser responsável pela produção dos episódios, Gary Glasberg escrevia e realizada algumas das cenas, tendo ainda criado o spin-off "Nova Orleães" em 2014.

Segundo o The Hollywood Reporter, o guionista tinha contrato com o canal até 2019.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.