Depois de ter requisitado uma especialista para supervisionar as cenas de sexo da segunda temporada de "The Deuce", a HBO decidiu manter a aposta em todas as produções que tenham o mesmo tipo de sequências.

Alicia Rodis, diretora da Intimacy Directors International, uma ONG dedicada à prevenção de abuso e assédio sexual, acompanhou as gravações de "The Deuce", centrada no universo da prostituição e da pornografia, depois de um pedido da atriz Emily Meade aos criadores e produtores da série.

Na sequência dessa nova medida, o canal norte-americano decidiu manter um consultor de intimidade em todas as séries e filmes que contem com cenas de intimidade sexual.

"Estou aqui para dar voz aos atores, especialmente aos que sentem que não são ouvidos. E também estou pelos produtores, para garantir que fazem o melhor possível para que as gravações sejam seguras", esclareceu Alicia Rodis. "Temos uma cultura que precisa de ser alterada", acrescentou.

As cenas de sexo de produções da HBO já geraram algumas polémicas, em especial as de violação na série "A Guerra dos Tronos", alvo de diversas críticas nas redes sociais.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.