Hélder Martins, o primeiro concorrente eliminado no concurso “Top Chef”, da RTP 1, saiu de cena no passado fim de semana com água na boca: disse que a experiência tinha sido boa mas sublinhou que ainda tinha muito para dar ao programa.

“A minha participação no ‘Top Chef’ valeu pela experiência, mas considero a minha saída injusta pois usei uma série de técnicas que não foram levadas em consideração. Olhando para trás, sei que poderia ter ficado mais tempo se tivesse optado por uma via mais simples, mas isso seria ir contra a corrente culinária que defendo que é uma corrente com muita técnica de execução”, revelou Hélder Martins no momento da despedida.

Na altura da sua entrada no “Top Chef”, Hélder Martins, de 31 anos e responsável pela cozinha do restaurante “Viva Lisboa”, no Hotel Neya, já havia revelado a sua filosofia de cozinha, que, pelos vistos, não mereceu os favores do júri: “A cozinha é um mundo ímpar de fusão entre a arte, engenho e ciência. É uma forma de estar na vida e uma filosofia com regras de grande disciplina e método”, afirmou ele, na ocasião.

Veja aqui uma seleção de fotos da primeira semana dos concorrentes a “Top Chef” português:

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.