Mário Marta ambicionava lançar o tão almejado primeiro álbum/EP a solo no primeiro ou, o mais tardar, no segundo trimestre deste 2020, inclusive já tinha planeado uma tournée de divulgação em Cabo Verde para maio deste ano. A pandemia da covid-19 acabou adiar os planos, mas o músico adianta em entrevista ao SAPO que "até final de setembro vai colocar no mercado o seu EP".

Depois de “Kriol” e na sequência do dueto com a Lura “Aguenta”, Mário Marta apresentou ao público na passada sexta-feira um novo single. “Boa”, um tema escrito a duas mãos com o Djodje, também ele da Broda Music, e que contou com a produção de Loony Johnson, é uma homenagem à mulher que surge num tom de brincadeira.

“O tema era para ser cantado pelo Djodje, mas quando cheguei no estúdio e ouvi o som gostei. Disse que queria gravar a música, mas com ritmos tradicionais por baixo (que foram depois assegurados pelo músico Kim Alves)”, explica o cantor.

O vídeo gravado em Portugal retrata um momento de convívio familiar, algo que “se passou a valorizar mais neste momento em que se vive”, afirma o músico.

Apesar da pandemia ter afetado e de que maneira o setor da cultura, Mário Marta revela que para a Broda Music este foi também um momento de muita produção. “Íamos cerca de três vezes por semana ao estúdio e assim surgiram muitas composições que vão sair agora(…) Obrigamo-nos a estar mais juntos”, diz e cita como exemplo o tema “Tempo Sabi”, lançado por Djodje em finais de julho.

Quanto ao trabalho gravado, o artista que reside em Portugal adianta que apesar do adiamento já está tudo encaminhado para até finais de setembro colocar o seu primeiro trabalho a solo no mercado.

O EP que ainda não tem um título, o artista revela que já tem vários nomes em mente mais ainda não optou por um em concreto, mas que será algo relacionado com gratidão, terá entre 6 a 8 temas que já estão gravados.

A promoção do novo EP está prevista para o último trimestre do ano sendo que em novembro, o músico almeja deslocar-se a Cabo Verde para se apresentar nas ilhas de Sal, Santiago e Fogo e ainda São Vicente e Santo Antão.

Depois do tema “Aguenta” com Lura, o trabalho conta com mais um dueto que é surpresa. Mário Marta diz que tinha outras propostas de duetos, mas que neste primeiro trabalho gostaria de se apresentar sozinho. “Tenho mais duas colaborações, mas ainda não decidi”.

“Tenho sede de me dar a conhecer”, afirma o músico que conta com mais de 20 anos de carreira, mas que agora vai lançar o seu primeiro trabalho a solo.

“Gosto de estar em palco, da comunicação com o público e de pôr as pessoas a cantar”, refere Mário Marta que está ansioso para voltar a fazer espetáculos ao vivo, já que os de agosto foram cancelados devido às limitações por causa da pandemia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.