Dentro do género Cabo Zouk, Márcia ficou conhecida com temas como "Un chance", "Say you'll be mine", "Única", entre outros. Depois de vários anos afastada dos palcos, a cantora, filha de emigrantes e que sempre viveu fora do arquipélago, resolveu dedicar-se aos estudos e à família.

Em julho de 2019, Marcia regressa ao mundo da música com um novo projeto independente intitulado Heal| Evolve|Reign’, numa roupagem bastante diferente mas onde se mantêm as influências da música cabo-verdiana.

“O negócio da música não é muito amigável para artistas femininas em particular e, tende a revelar tendências e comportamentos de rebaixamento e exploração para com elas e foi deprimente para mim ter sempre de lutar pelo meu caso. Naquela altura, também passava 70 por cento da minha vida a viajar. Eu ia para a universidade, para casa, ter com o meu namorado, música e acabei por me desgastar (…) ”, explica a cantora em entrevista ao SAPO.

Decidiu então dedicar-se ao Design de Interiores, já que estava na fase final de uma licenciatura nesta área. “A música não era a minha única opção”. Pelo caminho, foi mãe, criou juntamente com o marido “uma companhia produção de vídeo bem-sucedida e depois um negócio de design de interiores”.

Em 2014, gravou com Denis Graça um tema novo já que o artista “insistiu que Marcia desse uma nova oportunidade à música”. Nessa altura gravámos “Nha Tudo”, o que me mostrou o que eu estava a perder durante todo este tempo. Eu ficarei eternamente grata por isso.

“Mais adiante conheci os ‘super talentosos’ Motafied Beats, Cláudio da Graça e o grande Johnny Fonseca, para dizer apenas alguns. Todos eles dedicaram o seu tempo para enriquecer esta coleção com o seu talento”.

Aos poucos, começaram a ser lançadas as bases para “ um projeto de amor”, como a cantora faz questão de salientar.

“Heal|Evolve|Reign” é um projeto sobre como Marcia encontrou novamente a sua paixão pela música e a sua auto-confiança.

“(O projeto) conta a minha história em 3 palavras e, quando combinamos as 3 iniciais, obtemos a palavra HER (ing.: her --» pt.: ela). Uma indicação positiva para o facto de eu, uma mulher, ter ‘dirigido este barco’ e com orgulho. Fi-lo como uma artista independente com ajuda e com colaborações com alguns produtores incrivelmente talentosos, engenheiros, músicos e criadores”.

Trata-se de uma coleção de músicas em que os temas vão ser lançados um a um, chamando a atenção para cada música. “Espero que os temas sejam capazes de criar um diálogo em torno de alguns tópicos ou, simplesmente dar algo de novo para se dançar e conectar também”.

Marcia retoma carreira musical com novo projeto independente ‘Heal| Evolve|Reign’
créditos: Fotos cedidas pela cantora

O primeiro tema “Doubts” está disponível desde o dia 15 de agosto na plataforma Youtube .

A artista quis ainda mostrar as suas influências e explorar a sua voz num registo mais natural.

Deste modo, explica Marcia, o Heal, Evolve e Reign é um som muito eclético que inclui Cabo Zouk e Kizomba bem como R’n’B com alguns refrões “intensos” de guitarra, sintetizadores e sons tradicionais para assentar o projeto.

“Fui buscar muita inspiração às histórias tradicionais que ouvimos da diáspora cabo-verdiana, às histórias de imigração, às relações amorosas à distância e às dificuldades em ser bem-sucedido no mundo ocidental”, explica a cantora quando questionada sobre as influências da música cabo-verdiana presentes no novo trabalho, a artista que viveu “diferentes experiências de imigração em 3 países diferentes”.

“Ao crescer no final dos anos 80, a música cabo-verdiana pós-queda do muro de Berlim deu-me uma identidade. Sempre que entrávamos em contacto com música desde Rabelados, Livity, até Gil and the Perfects, Simentera e claro Cesária Évora, nós ouvíamo-la sem parar e isso dava-nos conforto na nossa casa longe de casa. Em “Heal|Evolve|Reign” vão ouvir e reconhecer algumas destas influências misturadas com o meu gosto musical”.

Para já, Marcia está a trabalhar na agenda de lançamentos deste novo "H|E|R", um projeto que adoraria, e diz que mesmo que vai, apresentar em Cabo Verde.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.