A partir de hoje, dia 1, estão abertas as inscrições para o programa “Voice One”. Segundo o promotor, Belomy Xavier, da Prisma Vídeos, trata-se de “um concurso musical em formato de ‘TV show’ que será um programa virado para o público de casa”.

Para Belomy Xavier, o ponto forte do programa, e que o distingue dos que já foram realizados no país, é o facto da produção apostar no entretenimento.

“Não vamos analisar só a beleza da voz, vamos analisar a performance em palco. A ideia é criar as condições para que os concorrentes se sintam à vontade para fazer o seu show, aliás é por isso que o lema do concurso é ‘o show é seu’", esclarece.

As inscrições arrancam hoje, dia 01, e vão até o dia 20 de fevereiro. Cada concorrente deve enviar um vídeo de dois minutos com uma performance, tendo em conta que uma das principais características do programa que é a criatividade.

“Os concorrentes que entrarem para o programa terão abertura total para criarem o seu show, com dança, se quiserem ter ensaios de dança, com bailarinos, figurino, exposição de palco e luz, etc.”, explica.

É uma forma, acrescenta Belomy Xavier, do júri poder analisar, com mais precisão, o potencial de cada concorrente enquanto artista. “Ser artista não é só cantar, é ir mais além”.

Terminada a fase das inscrições, a produção do programa vai escolher os 20 melhores vídeos que seguirão para a fase de casting para avaliação por quatro elementos do júri. Os dez melhores seguirão para a fase das Galas de eliminação.

“O músico Khaly Angel e o dançarino Manú Preto, do Raíz de Polon, são dois dos quatros jurados já confirmados. Teremos três elementos fixos e o quarto é um convidado diferente a cada sessão”, explica Belomy.

O programa acontece a nível nacional, ou seja, aceitam-se concorrentes de todas as ilhas, segundo o promotor. “Não se trata de uma competição entre ilhas, ou seja, não teremos um representante de cada ilha e sim, os 10 melhores vídeos enviados. O concurso acontece na ilha de Santiago e estamos a criar condições para a deslocação dos finalistas que não sejam da ilha”.

“O programa é um ‘pontapé de saída’ para uma carreira musical”

Um dos pontos delineados pela produção é criar desafios a cada gala por isso, as músicas serão escolhidas pela produção. “A ideia é afastar os concorrentes da sua área de conforto e desafia-los a cantar músicas mais modernas, do estilo pop, longe do tradicional onde com certeza estariam mais confortáveis”, diz Belomy Xavier.

O programa tem a duração de um mês, e as galas acontecem ao domingo. Em cada programa serão nomeados três concorrentes e até terça-feira de cada semana, o público terá a oportunidade de votar e salvar um dos três nomeados. Portanto, serão eliminados dois concorrentes por gala. No final, vão estar quatro concorrentes de onde sairão os três finalistas.

O programa vai ser transmitido online, no site da Prisma Vídeos mas, garante Belomy Xavier, estão a decorrer negociações com a TCV para que seja transmitido também em canal aberto. “O nosso objetivo é abranger o máximo de território nacional”.

A Prisma Vídeos avança que vai apostar na qualidade do áudio e da imagem para que o programa seja “um concurso, para ser visto como um show, do ponto de vista de entretenimento”.

“Fazemos um apelo a todos que tenham um sonho de entrar no mundo da música que se inscrevam pois, o programa é um ‘pontapé de saída’ para uma carreira musical”, assegura Belomy Xavier.

O programa está orçado em seis mil contos incluído custos de produção, de palco, iluminação, etc.

Um dos prémios é um contrato de um ano com a produtora Harmonia, uma das parceiras do projeto. Ainda, os três finalistas poderão ganhar um curso de música na Universidade de Cabo Verde. “Estamos a trabalhar nesta parceria com afinco já que queremos dar aos participantes ferramentas para andarem com os seus próprios pés”, avança.

Belomy Xavier faz questão de realçar o apoio do ministério da Cultura e das Indústrias Criativas, MCIC, que, segundo o promotor, abraçou o projeto desde o início e disponibilizou o Auditório Nacional para as audições. A gala final deve acontecer na Assembleia Nacional.

Os bilhetes poderão ser adquiridos na plataforma PassaFree e a seguir a cada gala acontece uma after party.

Prisma Vídeos

A empresa Prisma Vídeos está no mercado audiovisual há cinco anos. “Durante esse tempo tivemos a preocupação de aprimorar o nosso trabalho com pequenas produções como a produção de videoclips, de pequenos spots publicitários, cobertura de eventos e foram anos de aprendizagem”, afirma Belomy Xavier.

A empresa decidiu assim acrescentar um novo elemento ao seu ‘core bussiness’: a produção de conteúdos.

“Com a evolução de novas tecnologias e da internet, a procura de conteúdos aumentou então decidimos aplicar o que aprendemos ao longo dos anos, e uma vez que sempre estivemos ligados à música e trabalhamos com muitos artistas, criar o programa ‘ Voice One’”, explica Belomy Xavier.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.