O reggae, estilo musical jamaicano que conquistou fama em todo o planeta graças a artistas como Bob Marley, passou a integrar a lista de Património Imaterial da Humanidade, anunciou a Unesco nesta quinta-feira.

A decisão de incluir o reggae na lista foi tomada pelo Comité Intergovernamental para a Salvaguarda do Património Cultural Imaterial da Unesco, reunido esta semana em Port-Louis, a capital de Maurício.

A Unesco [Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura] destacou que a contribuição deste estilo musical "à reflexão internacional sobre questões como a injustiça, a resistência, o amor e a condição humana demonstram a força intelectual, sociopolítica, espiritual e sensual deste elemento do património cultural".

A organização também afirmou que, embora a princípio tenha sido uma expressão musical de comunidades marginalizadas, com o tempo o reggae foi "abraçado por amplos sectores da sociedade, sem distinção de sexo, etnia ou religião".

O reggae junta-se a uma lista criada em 2003 e que inclui quase 400 tradições ou expressões vivas, que vão desde a arte de fazer a pizza napolitana até o flamenco, passando pela cerveja belga, ioga e tango.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.