Com 10 anos de carreira, SOS Mucci já conta com seis projetos musicais no mercado, mas foi em finais de 2019 com o single “Xona” que o rapper ganhou maior projeção no mercado musical. O vídeo lançado em novembro já soma  400 mil visualizações no Youtube.

Jailson D’Almeida, de nome artístico SOS Mucci, tem 35 anos e é natural da ilha de Santiago, cidade da Praia, mais concretamente da zona de Paiol.  Conta que começou a compor com 12 anos, mas que o contacto mais a sério com a música surgiu depois de ter ido estudar na Bolívia em 2007.

Foi nesse país que teve oportunidade de gravar em estúdio juntamente com os seus colegas bolivianos que faziam parte do grupo universitário FM11.

“Em 2008, gravei a minha primeira mixtape intitulada “Sangue, Suor e Lágrima” e posteriormente criei o grupo “Los Negritos Family” com outros colegas do curso”.

O rapper prosseguiu o seu percurso musical e, em 2011, lançou mais uma música intitulada “Nta Luta”, ainda na Bolívia. “A música tornou-se muito conhecida, mas eu ainda não era muito conhecido pelo facto de estar fora (de CV)”.

Gravou o seu primeiro CD intitulado “Silêncio” em 2014 e três anos mais tarde lançou mais um projeto “D12A5”. Na mesma altura, o artista criou, em parceria com outros colegas, a produtora audiovisual “FeiaTV”.

Xona, o single do sucesso

O rapper cabo-verdiano salienta que foi após o lançamento do single “Xona” em novembro de 2019 que ganhou maior visibilidade.

Para além de “Xona”, o artista já tinha lançado, em parceria com o rapper Big Z Patronato, em setembro de 2019, o single “É k apa nós”.

“Depois de muitos anos de luta e de muito trabalho, em que muitas vezes tive que parar, ver agora o patamar que o single “Xona” atingiu é um prémio para mim. É ver todo o meu esforço e dedicação de muitos anos a serem recompensados, por isso agradeço a Deus por isto ter acontecido”.

O single “Xona” é da autoria de Jailson D’Almeida e contou com a participação de seis artistas: C. James, Vando Alpina, Jonatthon, Flávio Lúcio, Jay Young e Oudjí. O videoclip do single foi produzido pela FeiaTV.

Segundo SOS Mucci, o single “Xona” retrata história de um rapaz que se apaixona por uma rapariga, mas que nunca teve a coragem de revelar os seus sentimentos.

O artista assume-se como um rapper, mas diz que atualmente está um pouco mais ousado e quer explorar novos estilos. “Por exemplo, no single “Xona” saí um pouco da minha zona de conforto, já que é um estilo Afro Naija, o que foi um grande desafio para mim”.

Assevera que após o lançamento do single “Xona” o feedback tem sido muito positivo o que “é uma satisfação enorme” até porque tem recebido esse feedback de artistas que admira. “Espero que o sucesso continue”.

A primeira apresentação do single “Xona” acontece este domingo Praia Shopping, cidade da Praia.

Novo albúm a caminho

“Mas forti ki dificuldade” é o título do novo álbum de SOS Mucci que está previsto para ser lançado em breve.

Segundo o artista, o novo álbum terá 12 faixas, entre as quais os singles já divulgados “É k apa nós” e “Xona”, estando a caminho um terceiro single em parceria com Charles, intitulado “Ora Bai”.

“Este terceiro single ainda não foi lançado, mas acredito que quando sair será uma ‘explosão’ e, de certeza, muitos vão gostar, porque Charles é um talento oculto e tem uma voz incrível”.

Mucci não divulga os nomes de todas as faixas, mas realça que em breve os seus fãs vão conhecer o álbum. Este novo projeto foi produzido pela FeiaTV.

O artista defende que Cabo Verde tem muitos talentos, mas ainda poucos são conhecidos. “Temos capacidade de fazer algo peculiar e mesmo enfrentando dificuldades, fazemos trabalhos de qualidade. Muitas vezes, falta-nos a oportunidade para expor os nossos trabalhos, mas o importante é lutar com força de vontade e para que um dia o objetivo seja alcançado”.

Revela que é fã de artistas como Élida Almeida e Tony Fika e almeja um dia dividir o palco com a cantora, e, quiçá, fazer um dueto, diz com entusiasmo.

Mucci acrescenta ainda que ‘a melhor ferramenta do ser humano é o seu próprio ser’. “‘Tudo o que acontece nesta vida é uma lição, não é azar’. Gosto de pegar em situações difíceis e extrair a positividade para transmitir mensagens alegres para as pessoas”.

Edna da Veiga/ Estagiária

NOTÍCIA ATUALIZADA

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.