Faltando apenas dois dias para o arranque das atividades previstas no âmbito desta reunião, que reúne até o dia 31, na Cidade da Praia, embaixadores de direitos dos autores no mundo da música e figuras mundiais do CECAF e da CIAM, a presidente da SCM garantiu à Inforpress que a programação já está consolidada.

Segundo Solange Cesarovna, desde do dia 20 começaram a receber os primeiros convidados de Espanha e dos Estados Unidos da América, estando para hoje a chegada de uma comitiva com 12 convidados, incluído o presidente do Conselho Internacional de Música, o presidente honorário do Conselho Internacional de Autores de Música e o presidente da Aliança Pan-Africana dos Autores e dos letristas da área de Música.

A atividade inicia no dia 24, na cidade da Praia, com uma ação de formação dirigida aos músicos, autores, criadores e todos os que integram o setor musical no país, e no dia 25 a mesma formação será ministrada no Mindelo, São Vicente.

Conforme explicou, esta formação será uma oportunidade para troca de experiência, mas também uma oportunidade de perceberem como é que funciona o setor da indústria criativa e como é que funciona o setor da economia da cultura.

No dia 26 e 27, acontece a reunião oficial do Conselho Internacional de Criadores de Música (CIAM) que vai definir o plano de atividade para o ano 2019 e o plano estratégico.

Na ocasião, a SCM vai apresentar o seu plano de atividades e os pontos que gostariam de contar com a parceria da CIAM para a efetivação do seu Plano Estratégico 2019/2021.

Paralelamente a este encontro, acontece a primeira reunião dos embaixadores de direitos de autores.

Para o dia 28 está previsto a primeira reunião da CIAM e CECAF que, entre outros aspetos servirá para estreitar os laços de amizade e ainda construir um plano de ação a ser materializado nos próximos tempos.

Entretanto, o Comité Executivo da Confederação Africana das Sociedades de Autores e Compositores (CECAF) estará reunido nos dias 29 e 30 com vista a delinear o plano de trabalho para este ano.

Para encerar a programação, de 31 a 1 de fevereiro acontece uma reunião interna entre o diretor do Comité Africano da CISAC e todos os membros da SCM.

Para Solange Cesarovna, é uma honra para a SCM ser a anfitriã desses eventos que vão projetar Cabo Verde enquanto país que tem no seu foco, neste momento, a proteção dos direitos dos autores e dos criadores cabo-verdianos.

“Significa que nós vamos com este ato reforçar os nossos laços de amizade, mas também os nossos compromissos da defesa dos direitos de autores cabo-verdianos fora de Cabo Verde.  Este é um momento estratégico para a consolidação deste compromisso dos direitos da defesa dos direitos dos autores cabo-verdianos além-fronteira”, sublinhou.

O CIAM é constituído por autores que fazem parte das sociedades de direitos de autores de países que vão marcar presença em Cabo Verde, como Canadá, Estados Unidos, Croácia, Camarões, Alemanha, Austrália, Holanda, Brasil, França, Itália, Colômbia e Polónia.

Da CECAF virão os gestores das sociedades que defendem os direitos de autores nos países que compõem o comité executivo como Madagáscar, Burkina Faso, Congo, Uganda, África do Sul, Argélia, Ruanda e Camarões.