Sendo assim, segundo a mesma fonte avançou à Inforpress, o primeiro passo vai ser dado nesta sexta-feira com o “Memorial Queen”, que pretende relembrar a banda britânica de rock, fundada em 1970 e que até hoje é lembrada pelas suas músicas e também apontada como um dos recordistas na venda de discos.

O evento, que acontece no Centro Cultural do Mindelo, tem por objectivo, di-lo Giselle Silva, lembrar esta banda “tão conceituada”, cujo legado transpassa gerações.

“Queremos oferecer um concerto diferenciado ao público mindelense, porque além de trazer muitas recordações às pessoas que viram as histórias retratadas nestas músicas, também é acompanhado de alguma encenação”, explicou.

Neste sentido, conforme a mesma fonte, a BrainStorm Educação e Cultura já planeia fazer este tipo de evento com “mais frequência” e relembrando outros nomes internacionais, mas, também nacionais.

Na lista entram nomes como Michael Jackson, Tina Turner, Whitney Houston, mas também Ildo Lobo, Eugénio Tavares, Bana, Biús e outros.

O projecto, ajuntou, traz ainda outra particularidade, o de juntar uma equipa “cem por cento  jovem”, que “podem ter a oportunidade de dar os primeiros passos, ou de ganharem mais reconhecimento”, assinalou a gerente da empresa, mas também cantora que protagonizará a edição do “Memorial Queen”.

Giselle Silva vai ser suportada por um grupo de outros 10 jovens, que pertencem ao teatro musical da BrainStorm, incluindo um adolescente de 13 anos.

O Memorial Queen terá uma banda suporte também de jovens como Eddie Max Silva (piano e direcção musical), Marino Mota (baixo), Andrade Toyss (guitarra), Melanie Pasquinha (violino), Edénio Fonseca (violino), Fredson Lopes (bateria) e Yanick Almeida (sopro).

Além do concerto em si, o evento, segundo a mesma fonte, contempla ainda um ´after party´, cujos participantes devem trajar-se aos estilos dos anos 70-80.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.