Após uma paragem de oito anos, com lançamento do álbum “Caldera Preta”, em 2010, o cantor salense regressa com o single intitulado “Ta da Ta da”, inédito de autoria de Kim Alves, que deixa transparecer um pouco do que será o novo álbum do artista, projetado para ser dado à estampa em Fevereiro de 2019.

Segundo uma nota a que Inforpress teve acesso, neste tema Mirri Lobo faz uma incursão pelo funaná, “transportando” as pessoas numa viagem musical até ao interior de Santiago, mostrando a beleza da ilha, assim como as dificuldades e carências daquele mundo rural, particularmente neste momento em que a ilha é vítima de uma seca prolongada.

Considerado uma referência, enquanto voz masculina, no panorama da música cabo-verdiana, Mirri Lobo apresenta este single acompanhado de vídeo clip, marcando assim, para breve, o regresso de uma das vozes mais calorosas e expressivas da música, a nível local, nacional e além fronteiras.

“Este tema, de forma ténue, é também uma crítica ao preconceito e discriminação de classes. Apesar de todas as agruras, prevalece a força do amor, tema principal da música que retrata o dilema de um jovem apaixonado, que enfrenta todas as dificuldades monetárias e barreiras sociais para conseguir a mão da sua amada”, relata o documento.

Natural da ilha do Sal, Mirri Lobo, nome artístico de Emílio Rito de Sousa Lobo, é um cantor e intérprete de Morna e Coladeira, ritmos tradicionais de Cabo Verde.

Em 2012 e na sequência do sucesso do álbum Caldera Preta, Mirri Lobo é nomeado para 5 categorias no CVMA 2012, tendo vencido em quatro das categorias, nomeadamente, Melhor Voz Masculina, Melhor Álbum Acústico, Melhor Coladeira, e Melhor Musica do Ano.