Em entrevistas à Inforpress, o jovem rapper assegurou que o seu primeiro single está a ter uma “boa” recepção no seio dos seus fãs, visto que muitas pessoas amigas e desconhecidas lhe felicitam pela forma como aborda e transmite a sua mensagem, algo que considera ser “bastante” motivante para continuar a fazer o que mais gosta.

“Já fiz a apresentação do meu single em algumas rádios na Cidade da Praia, com muita audiência, assim como aqui na ilha do Maio e no meu canal no youtube e na minha página no facebook. Tenho recebido também na rua muito apoio das pessoas com quem tenho encontrado, por isso considero ser gratificante, o que me motiva a continuar a fazer a minha música”, fez saber.

Ivanio Dos Reis concilia neste momento os seus estudos superiores com a música, que considerou estar em segundo lugar, porque a situação assim o exige. Realçou, entretanto, que almeja continuar a trabalhar, com mais afinco nesta área, uma vez neste ano lectivo vai terminar os seus estudos.

“A minha primeira música foi gravada quando eu estava a estudar no liceu, altura em que gravei no estúdio de Lil Mário, um trabalho que também foi bem-recebido pelos meus fãs. Então, desde aquela altura, tenho vindo a trabalhar na música e há uns anos criamos um grupo, mas por infelicidade tive que me ausentar, para cumprir o serviço militar obrigatório”, salientou.

Aquele jovem rapper explicou que faz mais música de “intervenção social e de incentivo aos jovens”, apelando estes que lutem para alcançarem os seus objectivos, referindo-se à letra do primeiro single, segundo a qual, “sempre existe uma solução”.

“A solução está dentro de nós, basta ser procurada por nós mesmos”, observou.

À Inforpress disse estar “determinado e confiante” em continuar neste caminho e a anunciou que já está a trabalhar o seu próximo single, que desta vez vai ser acompanhado de um vídeo clip, para poder conquistar mais público e para que os seguidores possam acompanhar melhor as suas mensagens.

Questionado qual tem sido a sua forma de inspiração para escrever as suas músicas, Ivanio Dos Reis disse que “é fruto do que vê na sociedade, algo que vai bem ou precisa ser melhorada”.

“Escrevo sobre aquilo que me vem à mente, sobretudo, quando estou sozinho ou a ouvir música de outros compositores”, explicou.

“O meu sonho como o de todos os artistas é subir grandes palcos e o da praia de Bixe Rotcha é um dos exemplos. Aliás, este ano, muitas pessoas me perguntaram se não fui convidado, mas por agora estou preocupado em fazer a minha música e esperar quando o convite chegar”, acrescentou, informando que gostaria de tocar com uma banda, mas que isto ainda não tem sido possível.

Todavia, afiançou que vai trabalhar para conseguir esse objectivo.

Ivanio Dos Reis confessou que assume a sua condição de rapper, mas que não descarta cantar outros estilos musicais, uma vez que a música lhe dá essa liberdade. No entanto, mostrou-se um pouco preocupado com a falta de união dos rappers na ilha.

Sintetizou, desabafando que não existe nenhuma sensibilidade por parte dos governantes na ilha para com os rappers, apontando como exemplo a não inclusão deste gênero musical nas actividades do verão, quanto mais nas actividades das festas do município, pelo que apelou mais união dos seus colegas.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.