A artista nascida no Bronx, com 40 milhões de seguidores na rede social, criticou duramente o presidente por pedir aos funcionários do Estado norte-americano que estavam de licença pelo "shutdown" (paralisação parcial do governo) que executem tarefas vitais para o governo sem receber salário.

"Trump está a mandar que os funcionários do governo voltem a trabalhar sem receber", disse no vídeo a cantora, conhecida por hits como "Bodak Yellow" e "I Like It".

"Não quero escutá-los, filhos da p***, dizendo 'ah, mas o Obama fechou o governo durante 17 dias'", lembrou no vídeo, com mais de 10 milhões de visualizações, sobre o "shutdown" de 2013. "Sim, v***! Pela saúde! Para que a sua avó possa ir medir a tensão", continuou.

"Nós realmente precisamos de levar isto a sério", disse Cardi B ao seus fãs sobre o "shutdown", que persiste devido à falta de acordo entre Trump e os democratas no Congresso, aos quais ele pede 5,7 mil milhões de dólares para construir um muro na fronteira com o México, porque acredita que assim irá travar a imigração ilegal.

"O nosso país está no inferno", afirmou a cantora de 26 anos. "Tudo para a p**** de um muro (...) É uma loucura", disse Cardi B. "Acho que devemos fazer alguma coisa", acrescentou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.