Segundo uma nota de imprensa enviada hoje à Inforpress, durante cerca de três meses, a artista de São Nicolau vai percorrer vários palcos da Europa, nomeadamente Espanha, Noruega, França, Itália, Portugal e Alemanha.

O tour arrancou no sábado, dia 1 de junho, em Mallorca-Espanha, dando assim início a mais uma caminhada de Nish Wadada pelos palcos do mundo com a “Lauch Party” do maior festival reggae de Europa, Rototom Festival.

Na Europa, Nish Wadada vai aproveitar para gravar com editoras da Noruega, Espanha e Inglaterra.

Ainda, a cantora vai preparar para gravar, em julho, o seu próximo álbum e um Extende Play (EP) com o produtor francês “Kandee”, com projeção para lançamento em meados de 2020.

Neste verão, ainda, a cantora vai lançar no mercado dois singles em formato disco de vinil, nomeadamente “Tribe of Judah” com a produtora inglesa Kai Dub, e “Voice of the Poor” com a editora Italiana, Earth Resistance Records.

A mesma nota refere que a cantora gostava de atuar mais em Cabo Verde para passar as mensagens pertinentes das suas letras.

“Acredito que o público anseia por uma certa atitude, ouvir algo cada vez mais sincero. Assim podem se identificar ao ver o artista fazendo algo com propriedade, seja no texto ou na musicalidade e sonoridade, e os festivais em Europa têm dado importância a este critério. Esperamos em breve poder tocar mais em Cabo Verde”, afirmou a cantora.

Neste sentido, informou que este tour vai ter como data especial, um show na terra natal de Nish Wadada, Tarrafal de São Nicolau, em agosto, para apresentar também um espetáculo que vem levando aos palcos do Mundo.

Nish Wadada, vencedora dos CVMA 2017 na categoria Melhor Ritmo Internacional com a música Jah Calling, tem sido nos últimos anos uma das artistas residentes no país que mais tem levado o nome e a Cultura de Cabo Verde além-fronteiras.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.