“Neste momento ainda não posso adiantar pormenores mas vou entrar em estúdio com o Quim Alves”, disse Nha Kapa, em declarações aos jornalistas, adiantando que o trabalho será feito num estúdio em Cabo Verde.

O artista, que falava no final da sua atuação no festival Sete Sóis Sete Luas, na Ribeira Grande, disse ter gostado da sua prestação e considerou que a reação do público foi o esperado, embora o seu repertório não fosse composto por “músicas comerciais”.

“Senti-me em casa ao cantar na terra dos meus pais”, disse Nha Kapa.

A edição deste ano do festival Sete Sóis Sete Luas assinalava o vigésimo aniversário da presença desse festival no universo cultural cabo-verdiano.

Além de um Simpósio comemorativo, os dois dias de música foram marcados por inovações, nomeadamente, com a participação de grupos de hip hop, de reggae, de dança e de teatro, num festival (marcadamente) de música etnográfica.