Admilson Lopes, de nome artístico Dibaz MOB, é um jovem que reside em Ponta d’Água, na ilha de Santiago, que encontrou na música uma forma de superação e que agora quer partilhar a sua história “com o objetivo de alertar os jovens a não seguir pelo mesmo caminho”.

Em entrevista ao SAPO, o manager do rapper conta que Admilson fazia parte de um grupo de “thugs” que praticava pequenos delitos no Bairro de Ponta d’Água e foi preso em 2015. Cumpriu uma pena de 8 meses na Cadeia de São Martinho e agora está a preparar-se para lançar o seu primeiro álbum intitulado “Superason” onde relata a sua história de vida.

“Durante a sua estadia na prisão escreveu sobre os momentos difíceis, traumas e problemas pessoais. E agora quer partilhar a sua história de superação através da música com o objetivo de alertar os jovens a não seguir pelo mesmo caminho”, disse o produtor e manager do rapper, Gilson Cabral, ao SAPO.

O álbum é composto por 12 faixas e conta com a participação de vários artistas entre os quais Hélio Batalha, Amina Garcia e Ne Jah.

“Superason”, “Dipos di Tudu”, “Spera”, “Pamodi Ki”, “Never give up”, “N’pedi medu”, “Sodadi”, “Liberdadi”, “Riflexon”, “Aleluiah”, “Ka bu julgam”, “Eh keli”, são os temas que compõem o CD produzido pela produtora New-Nex Record.

Segundo o manager do rapper, “Superason” vai ser lançado no dia 26 deste mês de outubro nas plataformas digitais e em formato físico. “Sete dos doze videoclips já se encontram disponíveis no canal do músico no YouTube”.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.