Diego Renato Gomes Neves, de nome artístico Dieg, é um jovem multi-instrumentista mindelense que tem acompanhado vários artistas de renome do panorama musical cabo-veridano, como é o caso de Elida Almeida e Djodje, em diversos palcos internacionais. Em conversa com o SAPO, o músico revela que de momento tirou um tempo para se dedicar aos projetos pessoais.

Dieg está a preparar-se para se estrear como cantor com o single “Nka Kre”, um tema produzido pela Broda Music, produtora do cantor Djodje.

“Há algum tempo que tinha escrito a composição e, recentemente, tive a oportunidade de apresenta-la ao Djodje, sem nenhuma intenção. Ele achou o tema interessante e chegamos a um acordo para fazer uma parceria”. O artista confessa ainda que gostava de gravar um álbum com a produtora. “São pessoas com as quais tenho uma relação pessoal saudável e para mim seria bom”.

A música “Nka Kre”, que conta a história de um relacionamento entre uma lésbica e uma bissexual, foi divulgado no dia 15 nas plataformas digitais.

“Acho que as pessoas vão se identificar com o single, independentemente da história. Espero que sintam a música, porque foi trabalhada com muito amor”, diz com um sorriso no rosto.

Dieg diz que não tem um estilo de música que o define. “Há muitos artistas que tenho como referência como é o caso de Tcheka, Richard Bona, os Coldplay e a Mayra Andrade, e sinto que de uma forma ou outra (eles) influenciam na minha musicalidade. O estilo de “Nka Kre” é uma nova perspectiva da música cabo-verdiana. Coloco na música aquilo que sinto”.

Questionado sobre os planos futuros, o jovem artista natural de Mindelo diz que, de momento, está focado no lançamento do seu primeiro single e no projeto “Azágua” que está a desenvolver com os artistas Fattú Djakité, Nelly Cruz, Alberto Koenig, Jorge Almeida e N’Du.

"Talvez, o 'Nka Kre' possa ser o início de um álbum”, deixa no ar e acrescenta que tem “outras músicas já produzidas”.

“Estive durante muito tempo a trabalhar com vários artistas como é o caso da Elida Almeida com quem trabalhei durante quatro anos. Agora resolvi tirar um tempo para me dedicar aos projetos pessoais”.

Confessa que estar sempre a viajar acabar por deixa-lo sem tempo para compor e produzir e que agora vai se dedicar mais à família. “Vou dedicar mais tempo ao nosso filho Kalany (fruto da relação com a cantora Fattú Djakité) e ao nosso segundo filho que está a caminho”.