"Hoje, às quatro horas da manhã, uma das maiores vozes da história da música e do flamenco na Espanha deixou-nos. Descanse em paz, Chiquetete", foi anunciado na página de Facebook do artista.

Nascido em Algeciras, em julho de 1948, numa família de grandes nomes do flamenco, Chiquetete cresceu no bairro de Triana, em Sevilha, um dos berços do flamenco.

O cantor faleceu devido a uma paragem cardíaca, três dias depois de ter anunciado a sua presença num concerto a 29 de dezembro.

Chiquetete começou a sua carreira como cantor de flamenco, mas nos anos 1980 aventurou-se em outros estilos, como baladas românticas, com as quais alcançou grande sucesso em Espanha e na América Latina.

A reviravolta na sua carreira tinha sido muito criticada no mundo conservador do flamenco, muito ligado à tradição.

"Nas críticas, passei de um homem que nunca falhava a ter mais falhas do que todos", disse Chiquetete numa entrevista publicada pelo Diario de Jeréz, por ocasião do lançamento de um álbum com os seus maiores sucessos, como "Esta Cobardía" e "Gitano Soy", com o qual aspirava voltar às suas raízes.

"Volto para as minhas raízes porque nunca sou tão feliz quanto quando canto flamenco", disse na entrevista.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.