Assim, no show ao ar livre da noite da véspera do feriado municipal do dia 22, oferecido pelo município aos mindelenses, Mirri Lobo e banda, formada por seis elementos, convidaram vozes e artistas como Zeca Nha Reinalda, Quim Alves, Jennifer Soledad, Carmen Silva, Dany Santoz, Constantino Cardoso e Jorge Sousa.

Com produção da empresa Faísca Luminotecnia, que desde quinta-feira trabalha na montagem do palco, luzes e som, o concerto é, assim, um encontro de vários nomes e gerações do folclore musical do arquipélago.

A ideia do concerto, previsto para durar duas horas e meia, é um projeto pessoal de Mirri Lobo, que começou na ilha do Sal e já passou também por Portugal.

Mirri Lobo é um compositor e intérprete de mornas e coladeiras. O artista sempre encarou a música como um hobby, mas em 1987 resolveu gravar seu primeiro álbum “Alma Violão”, produzido por Dany Silva.

Entre 1988 a 2009, gravou mais três trabalhos discográficos: “Matchamor”, “Paranoia” e “Nos Raça”.

Em 2010, lançou o disco “Caldera Preta”, composto por 13 faixas musicais que marcou o seu regresso ao mercado musical, sendo que o tema “Incmenda d`Terra” do mesmo disco, é considerado o maior sucesso musical da última década.

Na sequência do sucesso do álbum, Mirri Lobo foi nomeado em cinco categorias no Cabo Verde Music Awards 2012, tendo vencido em quatros das categorias: Melhor Voz Masculina, Melhor Álbum Acústico, Melhor Coladeira e Melhor Música do Ano.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.