Trakinuz é um grupo de jovens rappers que surgiu em 2010 no concelho de São Salvador de Mundo mais concretamente em Picos, ilha de Santiago. O grupo é constituído pela dupla Jailson Correia e José Maria Veiga mas atualmente é representando somente pelo primeiro.

Trakinuz surgiu através de um concurso de Hip Hop mas na altura o grupo não tinha muita experiência e conhecimento no mundo da música. Um ano depois voltaram a participar no concurso e conseguiram vencer. Deste então, o grupo tem vindo a ganhar espaço no mundo do “Hip Hop Kriolo”.

De acordo com Jailson, o grupo era formado por alguns parceiros mas devido às circunstâncias da vida começou a representar o grupo sozinho. Afirma porém que quer continuar com o nome “Trakinuz”.

“Foi dividindo os palcos com diversos companheiros que ganhei mais experiências na música”, conta.

No auge da carreira, o músico sente-se agradecido pelo impacto do trabalho anterior no mercado, o seu EP “Sonhuz Ta Kontinua Vivu”, que foi lançado no Palácio de Cultura Ildo Lobo em junho do ano passado e nas plataformas digitais. Segundo o músico, ainda recebe feedback positivo do público sobre o trabalho lançado em 2018.

O EP conta com 7 faixas musicais e com a participação de alguns artistas.

“Líder de nha Alcateia”, “Longi disso Finda”, “Gritus pa Vazio”, “Deixam”, “Undi quim fadja”, “Inda bem”, e “Além de Aplausos”, são as faixas musicais que compõem o EP.

“Acredito que trabalhar para o público exige muita luta e garra. Desta forma sinto-me grato porque a melhor forma que procuramos receber algo é dando o nosso melhor”.

Caminhando numa carreira a solo, o rapper esclarece que tudo aconteceu naturalmente, nada foi forçado, até o sucesso.

“Além do Valete, rapper português que é uma das fontes da minha inspiração, gosto muito de ouvir as músicas do rapper brasileiro Projota pois as suas músicas cativam-me bastante”, conta Jailson em entrevista ao SAPO.

Com impacto positivo no mundo da música, o artista fez recentemente uma tour pelo Brasil levando o seu trabalho às comunidades brasileiras e aos cabo-verdianos residentes no Brasil.

“Foi a primeira vez que apresentei o meu trabalho no mundo lá fora e agradeço muito as pessoas que me apoiaram pois tive a oportunidade de apresentar o meu trabalho num lugar onde tudo é diferente”.

A próxima tournée vai ser em Portugal onde inclusive já tem vários shows agendados. Um deles acontece já na próxima semana, dia 13, no Cacém Intro House Club (Antigo OP).

“Neste momento dedico-me somente à música. Pretendo lançar no mercado o meu novo single, ‘Vencedor’, ainda este mês”.

Além da atuação no próximo dia 6 no Kriol Jazz Festival, na Zona Kriol, o músico vai participar na gala dos CVMA. Segundo o rapper ficou surpreendido com a nomeação na categoria Artista Revelação.

“Fiquei muito surpreso com esta nomeação sobretudo nesta categoria onde vamos ter diferentes talentos e artistas com vozes incríveis.”

Acrescenta ainda que a expectativa é vencer esta nomeação mas caso não aconteça não fica surpreendido pois acredita muito no “universo das coisas”.

“Deixo acontecer tudo no seu tempo certo, se for para vencer, vou vencer”, diz seguro.

Jailson Correia explica que está muito focado no trabalho e que ainda este ano pretende lançar um álbum no mercado com 11 faixas musicais.

“O objetivo é acreditar e aceitar, pois acredito que com a minha seriedade posso ir mais longe e espero contar sempre com o apoio das pessoas que me seguem e me desejam sucessos”, termina.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.