A gala da premiação dos artistas, marcada para 04 de Maio, na Assembleia Nacional, na Cidade da Praia, segundo um comunicado de imprensa, desde a primeira hora, assumiu a sua responsabilidade social, atribuindo parte do valor arrecadado com a bilheteira a causas e instituições cujo trabalho abnegado, e sem fins lucrativos, contribui para um Cabo Verde mais justo e feliz.

“Este ano, decidiu a organização dos CVMA, a receita da bilheteira é destinada ao povo da Beira, em Moçambique, que, após a passagem do ciclone IDAI, viu a sua região devastada e agora carece dos mais essenciais bens, desde comida, roupa, habitação, a escola e cuidados de saúde básicos”, disse a organização, num comunicado enviado à Inforpress.

Com este gesto, afirmou que os CVMA se junta ao Estado, ao Governo e às diversas instituições e personalidades cabo-verdianas que vêm se solidarizando com os moçambicanos, comprovando mais uma vez que, “apesar de parco em recursos, o povo cabo-verdiano é solidário”.

A gala, que vai ser apresentada por Vanessa Figueiredo, apresentadora do programa “Músicas de África” da RTP África e do humorista cabo-verdiano Carlos Andrade, tem como convidados especiais o músico guineense Charbel, a cantora angolana Yasmine e o cantor angolano Don Kikas.