Natural de Porto Mosquito, interior de Santigo, Garry foi um dos artistas que se estreou nas nomeações da 8ª edição dos Cabo Verde Music Awards, CVMA. Nomeado para as categorias “Melhor Kizomba” e “Artista Revelação”, o cantor, que vive atualmente em Portugal, lançou no ano passado o seu primeiro álbum e diz estar a viver “um sonho”.

Nasceu no interior de Santiago, no seio de uma família numerosa, com 13 irmãos, há 27 anos. Sempre esteve ligado à música por causa da paixão que nutre até hoje pelo cantor Gil Semedo.

“Sou fã incondicional de Gil Semedo e o meu grande desejo é gravar um tema com ele. Foi uma das minhas maiores inspirações e sempre que oiço dizer que ‘Gil dja caba’ respondo ‘Lenda nunca ta caba’. E espelhei-me na sua trajetória, ainda criança, para ser o músico que sou hoje”, afirma.

O primeiro single de Garry foi gravado, de forma amadora, em 2008. “Com um beat que encontramos na internet, juntamente com um amigo, fizemos a letra e foi a partir daí que comecei a lutar pelo meu sonho”.

Em 2010, viajou para Portugal para continuar os estudos, mas acabou por fixar residência e começou a trabalhar para perseguir o sonho de ser cantor e gravar o ser primeiro álbum.

“Trabalhei em tudo o que tinha para fazer, nas obras, como segurança, tudo com o intuito de juntar o necessário para seguir uma carreira (na música). Gravei o meu primeiro single, de forma profissional, em 2014, e seguiram-se outros dois. Iniciei a gravação do álbum em 2015 e lancei em maio 2017”, conta.

“A minha música está a ser muito bem aceite”

“Tudo pa bo” é o primeiro álbum de Garry que traz ritmos de kizomba, funk e funaná, e conta com a participação de artistas como Zé Espanhol, Gama, Lejemea, Ne Jah e Khaly Angel. O trabalho já é presença constante nas rádios e discotecas do país.

“A minha música está a ser muito bem aceite, aqui e na diáspora, e para quem está a começar é muito bom. Nos espetáculos, o público sempre vibra comigo e não quero que isso acabe nunca”, diz satisfeito.

A música de Garry tem uma particularidade já que alguns dos seus temas formam uma storyline retratado nos videoclips dos temas “Só pode ser amor”, “Tudo Muda” e “Dor dimas”, que contam a história de um relacionamento.

E foi com o tema “Dor dimas” que foi nomeado para a categoria “Melhor Kizomba” nos CVMA 2018. Garry não levou o prémio para casa mas diz que foi uma honra estar nomeado.

“É prova que o trabalho foi bem feito, que mereço lá estar e que por isso tenho de trabalhar mais. Um prémio para mim não é físico, o meu público é o mais importante”, revela.

“Desde que se trabalhe com profissionalismo o trabalho é reconhecido”

Para o artista a produtora tem um papel fundamental na trajetória que tem vindo a traçar. “A RM Family é a produtora que acreditou em mim e transformou-me no que sou hoje”.

Garry defende que o sucesso de qualquer projeto está na estratégia e no profissionalismo empregados. “É claro que para isto é muito importante também ter uma produtora para trocar ideias, para te guiar, organizar a agenda e isso é meio caminho andado para o sucesso. Desde que se trabalhe com profissionalismo o trabalho é reconhecido”, defende.

A RM Family foi fundada em 2011 pelo jovem Nelson Tavares, residente na Suíça e natural de Ribeirão Manuel, no interior de Santiago.

“Foi um orgulho trabalhar com o Garry e é um prazer ver o trabalho reconhecido. Preocupamo-nos em fazer o melhor e trazer um bom trabalho para o nosso país e isto está presente na qualidade dos vídeos que já lançamos”, avança Nelson. “Temos ainda mais projetos com produções incríveis por apresentar”.

E Garry lança o apelo para todos os artistas de Cabo Verde: “Tenham como prioridade a qualidade dos trabalhos que apresentam para que a música de Cabo Verde cresça. Artistas internacionais ostentam quase sempre bons trabalhos e nós também temos capacidade para tal. Do nosso lado (RM Family) é o que vamos procurar sempre”.

Para o futuro, o cantor promete muitas surpresas e para o próximo álbum espera contar com a participação do ídolo, Gil Semedo.

“Já abordei o Gil sobre a possibilidade de gravarmos juntos e ele disse que, no próximo álbum, estará presente. Espero que ele não se esqueça de mim", termina entre risos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.