“Abensonhado”, segundo a mesma fonte, vai ser apresentado ao vivo pela primeira vez no Coliseu Porto Ageas, Portugal, no concerto de celebração dos 10 anos de carreira de Jimmy P, agendado para 22 de Fevereiro próximo.

“Abensonhado”, a palavra, surge no vocabulário de Mia Couto, um dos autores mais influentes na vida de Jimmy P, com a publicação em 1994 de “Estórias Abensonhadas”.

Segundo o músico, que pediu directamente ao escritor a autorização para utilizar a palavra, “Abensonhado” não poderia ser intitulado de outra forma, este que é “um álbum cheio de luz e uma jornada de mais de um ano e meio de trabalho”.

“Eu queria que este disco coincidisse com os meus 10 anos de carreira”, refere Jimmy P, que admite que “queria que este disco fosse especial e simbólico em todos os sentidos, já que até agora as minhas raízes e herança cultural tinham ficado mais ou menos diluídas pelos outros discos, aqui não há qualquer tipo de dúvidas sobre a influência que têm sobre mim e sobre aquilo que faço”.

A herança cultural de Jimmy P é a narrativa que guia este álbum onde, segundo o artista, “África se encontra bastante presente, através dos ritmos e sonoridades”. Um disco com vozes e contributos de vários cantos da lusofonia, uma miscelânea de géneros e influências. “Um álbum mestiço, tal como eu sou”, conclui o artista.

Composto por 16 canções (incluíndo os singles “Ano Novo”, “Contigo”, “Vais Alinhar” e “Até Voltares”), “Abensonhado” conta com a participação de vários artistas, além de Djode e Nelson Freitas, tais como Carolina Deslandes, Deejay Telio, Fernando Daniel, Filipe Ret e Gson.

O novo disco irá integrar, também, o alinhamento do concerto de celebração dos 10 Anos de Carreira de Jimmy P que se realiza a 22 de Fevereiro de 2020 no Coliseu Porto Ageas.

Um concerto único, numa celebração com potencial “Hollywoodesco”, que vai ganhar contornos tanto de suspense, como de drama ou acção pelos diversos momentos que o artista irá proporcionar aos seus fãs.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.