Gilyto Semedo escolheu igualmente a sua página no Facebook para reagir aos comentários de Denis Graça, este que renunciou a nomeação para os Cabo Verde Music Awards (CVMA) 2019, negando ser cantor do ritmo kizomba e falando em “claros sinais de conveniência” vindos da organização.

“Quero apenas desejar uma boa produção à nova equipa dos CVMA, liderada pela Dilza Soulé e Zito Zequeira, bem como aos atuais jurados liderados por Russo Bettencourt, que muito têm feito para o reconhecimento dos artistas de Cabo Verde”, começou assim a publicação de Gilyto Semedo.

A mesma fonte disse ainda que cada erro representa uma nova lição e que “nada é perfeito”, mas que se vai “melhorando com o tempo”.
“Recebam críticas e tirem delas o maior partido, a fim de haver uma evolução no trabalho iniciado em 2010. Mas há críticas que não são críticas. São, sim, “amnésia aguda””, acrescentou.

Hoje, fora da organização, Gilyto Semedo afirmou que pode também opinar “quando algo não é feito da melhor forma” e “sem qualquer humildade ou intenção de contribuir para um melhoramento que irá beneficiar a todos”.

Sobre as declarações de Denis Graça, este fundador dos CVMA, que partilhou na mesma publicação um vídeo em que, numa entrevista dada à RTP África, em novembro de 2017, aquele artista (Denis Graça) diz que Kizomba foi criada em Cabo Verde, afirmou que são simplesmente críticas com intenção “vertical”.

Recorde-se que, além de discordar da sua nomeação, com a música “Tudo pa bo”, ao lado de “Pertan” de Josslyn e de “A fila anda”, cantada por Djodje e Jimmy P, Denis Graça mencionou “claros sinais de conveniência” vindos da parte da organização.

O artista indicou “um caráter negligente, desafiador e de baixo nível” dos CVMA para com ele e renunciou publicamente, “e de cara levantada, a toda e qualquer nomeação que venha dos CVMA, melhor, destes CVMA”.

Esta não é a primeira vez que um artista renuncia a uma nomeação dos CVMA. Em, 2012 a cantora Mayra Andrade manifestou junto do presidente do júri que não estaria disponível para participar nos CVMA.

Dois anos depois, em 2014, Djodje, Mika Mendes e então dupla TL Dreamz (Loony Johnson e Tó Semedo) também quiseram ficar de fora.

A gala dos CVMA 2019 acontece no dia 04 de maio, na Cidade da Praia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.