Na sequência da apresentação do Plano Nacional de Contingência para combate ao Covid-19, o ministério da Cultura e Indústrias Criativas comunicou hoje, 10, nas redes sociais que, entre outras medidas, “os eventos internacionais realizados em Cabo Verde que reúnam números elevados de participantes vindos de países com Covid-19 devem ser cancelados até 30 de junho, uma decisão sujeita a validação regular da situação da epidemia”.

Contactados pelo SAPO, alguns dos organizadores dos principais eventos culturais do país dizem ter sido pegos de surpresa e aguardam confirmação oficial para a tomada de medidas.

Horas depois da conferência a anunciar o cartaz do festival Grito Rock Praia, César Freitas, organizador do evento que acontece de 18 a 26 de março, disse ao SAPO que recebeu a notícia com espanto e que está a aguardar por uma confirmação oficial da Câmara Municipal da Praia e do Ministério da Cultura, os principais parceiros institucionais do certame, sobre o adiamento ou cancelamento da 8ª edição do certame. “O nosso principal objetivo é apoiar a saúde nacional”.

Por sua vez, Augusto (Gugas) Veiga, promotor do Atlantic Music Expo (AME) que acontece de 13 a 16 abril na Praia, disse ao SAPO que já enviaram um pedido a solicitar uma confirmação do Governo em relação à realização da 8ª edição do AME. “Ainda não podemos falar oficialmente”.

O SAPO também entrou em contacto com a Harmonia, responsável pela realização do Kriol Jazz Festival (KJF), que por sua vez disse que está a analisar a situação para depois entrar em contacto com a comunicação social.

É de realçar que o Governo prolongou a interdição dos voos de Itália até 30 de abril e reforçou a “vigilância apertada” nas viagens provenientes de França, Portugal e Espanha, devido ao Covid-19.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.