Em conversa com a Inforpress, este produtor que reside nos Estados Unidos da América contou que está a fazer de tudo para que ainda no final deste mês o trabalho discográfico fique pronto, embora está sendo “um pouco difícil”.

Realçou ainda que a fase mais complicada será o seu lançamento, devido às limitações financeiras, onde a intenção é apresentar o projecto à Câmara Municipal da Brava para ver qual a possibilidade a nível de financiamento e nos Estados Unidos da América, está a estudar a possibilidade de fazer o lançamento em meados de Junho ou Julho.

Após o lançamento e a promoção deste primeiro trabalho, o músico e produtor de origem bravense disse que vai pensar futuramente no segundo álbum, pois, acentuou que não é fácil trabalhar num projecto do tipo sozinho, sem nenhum outro apoio.

Mas, além de todas as dificuldades, principalmente financeiras, o músico e produtor garantiu que não vai desistir, e aos poucos vai atingir o objectivo que é “promover” os jovens talentos da Brava.

Tanto é que acrescentou que está a dar o seu máximo, porque quando encontra “bons cantores” num projecto só, tem “mais incentivo” para trabalhar, mas, a avaliação, conforme realçou, é o público quem vai fazer, ao ouvir as músicas e o tratamento a que lhes foram dadas.

O músico esteve na ilha Brava em Agosto de 2019 e numa semana conseguiu gravar 14 ideias para o VOLUME I, com a participação exclusiva de jovens talentos bravenses.

Segundo Ney Miranda, esta missão consiste na “concretização” de um sonho que teve há muito tempo.

“Sou da Brava e sei que os jovens talentos aqui não possuem apoios e nem muita saída. Por ser um músico e produtor, penso que a minha contribuição é apoiar estes jovens e, quem sabe, mais tarde, possa aparecer outra pessoa com vontade de apoiar um outro grupo de talentos”, enfatizou o músico.

Às entidades culturais no país e às autoridades competentes na ilha, Ney Miranda pede que façam como ele. “Que dêem aos jovens músicos mais apoio e que não esperem até a vinda de um emigrante para ver, reconhecer e valorizar o talento dos jovens”, finalizou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.