"Seria fixe que os Maroon 5 recusassem atuar na Super Bowl, tal como o fez a Rihanna", pediu a atriz e comediante Amy Schumer na sua conta no Instagram, devido à exclusão por parte da liga profissional de futebol americano do antigo jogador dos San Francisco 49ers, Colin Kaepernick.

No texto partilhado nas redes sociais, a atriz garantiu que não irá aparecer em qualquer anúncio do Super Bowl, frisando ainda que "a única maneira de prejudicar a liga é através dos seus patrocínios".

"Pergunto-me por que não haverá mais jogadores brancos a ajoelharem-se", escreveu ainda Amy Schumer, recordado que Colin Kaepernick foi excluído depois de se ajoelhar enquanto tocava o hino norte-americano no arranque dos jogos.

"Assim que testemunhas a profunda desigualdade e racismo que afetam as pessoas de cor no nosso país, já para não falar na brutalidade policial e nos homicídios, por que não ajoelhares-te?", acrescentou.

No texto, a comediante pede ainda "defendam os vossos irmãos de cor". "A coisa mais sensual que um tipo pode fazer é ajoelhar-se. Não para pedir alguém em casamento mas para rejeitar o tratamento que é dado aos seus colegas neste país", frisou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.