Humberto Lélis indicou que a autarquia já fez obras de manutenção no palco da Baía, designadamente na cobertura, e que criou mais dois camarins para os artistas, perfazendo agora quatro, ao todo.

O vereador acrescentou que os muitos jornalistas, nacionais e estrangeiros, que habitualmente fazem a cobertura do evento, vão este ano encontrar “melhores condições” de trabalho, já que foram introduzidas melhorias no espaço destinado a estes profissionais.

De igual modo, apontou a mesma fonte que a estrada que liga Mindelo à Baía das Gatas, numa extensão aproximada de oito quilómetros, está a ser alvo de manutenção, com vista a garantir a segurança total de pessoas e bens que de 08 a 10 de Agosto por ela vão circular.

O titular da Cultura do município de São Vicente destacou o “excelente trabalho” que a Electra (produtora e distribuidora de electricidade) está a fazer, colocando na praia “muitos mais postes” de iluminação pública.

Como já acontece anualmente, estiveram hoje na Baía das Gatas os velhos colaboradores da autarquia, designadamente as Forças Armadas, a Polícia Nacional, a Cruz Vermelha e os Bombeiros Municipais, todos juntos para delinear o plano de segurança da 30ª edição do mais antigo festival de música de Cabo Verde.

 

O festival decorre de 08 a 10 de Agosto e evoca a morna, candidata a património imaterial da Humanidade.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.