Depois de dois dias de muita música, vibração e convívio, caiu, esta segunda-feira, o pano sobre mais uma edição do festival de música em São Miguel para assinalar a festa de Nossa Senhora do Socorro e a comemoração antecipada da Festa da Cidade, que se celebra no dia 29 de setembro.

O palco do primeiro dia pertenceu aos talentos de Calheta, Gi Batalha, Banda Selvagem, Su Boss, seguidos de Willy Semedo, Lejemea, Tabanca Djaz e Ferro Gaita. Devido a problemas técnicos Olívio de Alice e Patrick Bello, não atuaram.

Já no segundo e último dia, os grupos e artistas “prata da casa”, Young Problema, Kriolos Revolucionários, Talentos de Fora, Banda Larga e Nani Dias, voltaram a ter o privilégio de fazer a abertura do certame.

O ponto alto do festival iniciou a partir das 03:00 com a jovem Joceline, que pela primeira vez atuou a solo, cantando as suas novas canções “Ela é Linda”, “Largam da Mon” e “Doida”.

Uma hora depois, foi a vez da estreia de Dynamo, que encantou os corações apaixonados com a música “Princesa”, enfeitiçando as mulheres com “Poderosa”, “Aperta” e Encaixa”, entre outros temas de sucesso.

E porque é Verão, Ricky Boy entrou no palco para fazer um dueto com Dynamo com a canção “Nu Bai” e, de seguida, a solo, cantou “Blá Blá” e relembrou alguns sucessos antigos como “Veron Ki Dja Txiga”.

Faltando poucos minutos para as 06:00, com raízes em São Miguel e no meio de familiares e amigos, Loony Johnson entrou para arrasar corações, se emocionar e emocionar o público, que, apesar da chuva mansa, não arredou o pé do recinto.

“Eu te amo”, “Vou ser Teu”, “Número Um” “Bo é Dod na Mi”, são alguns dos temas apresentados pelo artista.

Depois do show aquecedor e cheios de abraços do Loony Johnson, o artista Mito Kaskas subiu ao palco para durante 30 minutos preparar o espirito dos muitos fãs, que aguardaram depois das 08:30 a actuação de Djodje.

Este jovem, que também pisa pela primeira vez o palco do festival de São Miguel, chegou ao som do “Namora Comigo” para encantar o coração dos apaixonados.

“Princesa”, “Beijam”, “La Ki Nós é Bom” e muita kizomba, também fizeram parte do repertório de Djodje.

No final do evento, o vereador do pelouro da Cultura, Natalino Tavares, considerou que “tudo decorreu na tranquilidade” e que durante esses dois dias, além da boa música, conseguiram dinamizar o comércio e a ecomimia das famílias do concelho de São Miguel.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.