A tradição mantem-se e, no 30º aniversário do Festival Baía das Gatas, D. Ricarda não podia faltar.

Vai todos os anos e diz que se não participa "fica doente". "Não deixo a Baía por enquanto ... até quando tiver forças", exclama.

Começou a montar a sua barraca os filhos eram ainda pequenos e hoje já todos ajudam antes e durante o festival.

Carne de porco, búzio, moreia, espetadas de galinha, são apenas algumas das suas especialidades.

Conheça mais sobre a história de D. Ricarda, no vídeo.

 

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.