O certame, que se enquadra no âmbito das festividades do Dia do Município e santo padroeiro Santo Amaro Abade, que se assinala na próxima terça-feira, 15, foi promovido pela Câmara Municipal do Tarrafal, que garante que este foi “um dos festivais mais concorridos de sempre no concelho”.

É que, segundo o executivo camarário, por causa da lotação foi suspensa a venda dos bilhetes por volta das 04:00, tendo em conta que cada artista que subia ao palco “cativava” os festivaleiros que não “arredaram o pé” e esperavam ansiosamente os seus favoritos.

Além da qualidade dos artistas que desfilaram durante os dois dias, a edilidade tarrafalense atribui ainda “nota 10” à segurança e ao saneamento.

O evento que foi encerrado com sol e com “lotação esgotada” por Elji Beatzkilla mereceu, igualmente, nota positiva do público, que ressaltou a qualidade dos artistas que estiveram em palco.

Na sexta-feira, atuaram artistas locais como Flor da Juventude, Cultura Speransa, Fidjus di Bibinha Cabral (dança), Csar Key (vencedor do concurso de Hip Hop), Vozes de Tarrafal (Jossy, Janice, Herman Macedo, Suzete, Zepas, Nelito Lagoa), Hélio Batalha, Garry, Apollo G e Ferro Gaita.

Já no segundo e último dia, o destaque foi para o grupo de dança local Enigma Júnior,  Mudjeris de Bom Speransa, “Nu ka nada de Lisboa” com fenómeno cotxi pó, Djy Indeferente, Baluka (Afrika Rainbow), Willy Semedo, Léo Pereira e Elji Beatzkilla.

Para a realização do evento, que teve como patrocinador oficial a CV Móvel, a autarquia local disponibilizou cinco mil contos.

Ainda no âmbito das festividades de Santo Amaro Abade prossegue hoje a Feira Santo Amaro, inaugurada este sábado e que decorre até segunda-feira, 14.

Constam ainda da programação, para esta segunda-feira uma sessão solene da Assembleia Municipal, a ser presidida pelo vice-primeiro-ministro e ministro das Finanças, Olavo Correia, atividades desportivas e lançamento da primeira pedra para construção de um hotel do Grupo Oásis.