De acordo com o anúncio tornado público na página de Facebook da Câmara Municipal de São Miguel, o concurso tem por finalidade a concessão da produção e realização do referido festival de música, que, anualmente, é realizado no âmbito das festividades da cidade, assinalado a 15 de agosto.

“Após o sucesso que foi ano passado, a câmara pretende passar essa experiência aos privados, como forma de empoderar o setor empresarial deixando que sejam eles os protagonistas dos maiores eventos do país”, justificou a edilidade a decisão de passar pela primeira vez o certame para as mãos dos privados.

Segundo a autarquia, o custo dos documentos é de 10 mil escudos, não reembolsável.

Os documentos relativos ao presente concurso podem ser obtidos durante as horas normais de expediente (de segunda a sexta-feira das 08:00 às 15:00), no Balcão Único da Câmara Municipal de São Miguel.

Conforme a edilidade, os interessados devem entregar as propostas, contra recibo, no Balcão Único da Câmara Municipal de São Miguel até às 11:00 do dia 20 de junho do corrente ano, “não sendo aceites as propostas entregues depois desse prazo”.

Entretanto, a autarquia micaelense avisa que a adjudicação será feita com base nas propostas economicamente mais vantajosas, de acordo com os critérios estabelecidos no programa do concurso.

O ato público de abertura das propostas terá lugar no Salão Nobre dos Paços do Concelho, pelas 11:30 do dia 20 de junho de 2019.