Ferro Gaita, Grace Évora, Jorge Neto, Suzanna Lubrano, Don Kikas, Sandro Correia, Zé Delgado, Nhelas, MC Gasolina, Dj Sandro Lousa, Grupo nu ka nada Lisboa são os artistas que vão acompanhar o cantor neste “grande show”, com banda ao vivo.

Num vídeo publicado na sua página nas redes sociais, em que Beto Dias apresentou dois dos convidados, Iduino e Bino, do grupo Ferro Gaita, estes, numa curta mensagem, apelaram a todos os cabo-verdianos em Portugal para comparecerem no evento e darem uma força ao músico.

“30 anos de carreira não é brincadeira, portanto, se vocês têm respeito pelo Beto Dias, um homem que fez tudo para que a cultura de Cabo Verde vá para a frente, esperamos que estejam lá”, disso o músico Bino.

De referir que desde do ano passado que o artista tem vindo a celebrar os seus 30 anos de carreira com uma digressão pelos Estados Unidos da América, Europa e por Cabo Verde.

Beto Dias, nome artístico de Alberto da Veiga Dias, é natural do concelho do Tarrafal de Santiago. Iniciou a sua carreira musical em 1988, quando integrou o grupo Rabelados como guitarrista, mas com o tempo passou a ser o líder e a principal voz da banda, ao lado do músico Meno Petcha.

Neste grupo, lançou dois discos, Unidade y Amor (1989) e Sukuru (1995), tendo deixado o grupo em finais de 1996.

O primeiro disco a solo de Beto Dias, intitulado Sodadi, foi editado em Dezembro de 1993, “Sol, Armonia & Fé” (1996), “Nos 2” (2000), “Kuasi Perfeitu” (2004) “Best Of (2006), Totalmente de Bo (2009).

Em 2011, o cantor venceu na categoria de Melhor Intérprete Masculino, Melhor Álbum Electrónico e Melhor Funaná, no Cabo Verde Music Awards (CVMA).

Beto Dias lançou em 2015 um single intitulado “Nu fika djunto”, que foi interpretado em parceria com a intérprete e compositora cabo-verdiana Suzanna Lubrano, e contou com arranjo básico também de Beto Dias e arranjo geral e produção de Dabs Lopes, guitarra de Ivan Medina, piano de Toy Vieira e coro de Ló.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.