O romance de Victor Hugo "Nossa Senhora de Paris" lidera as vendas nesta terça-feira na plataforma da Amazon França, após o incêndio que devastou parcialmente a catedral de Notre-Dame.

Dois terços do teto da majestosa catedral gótica e sua icónica flecha foram destruídos no incêndio que durou mais de 12 horas, deixando a França em estado de comoção nacional.

Também após os atentados de Paris em 13 de novembro de 2015 os franceses correram para comprar "Paris é uma festa", de Ernest Hemingway, expressando com este gesto a sua tristeza e solidariedade.

Escrito em 1831, o romance de Victor Hugo, adaptado para o cinema várias vezes e popularizado como "O Corcunda de Notre-Dame", passa-se em 1482, sob o reinado de Luís XI.

Uma passagem do livro recorda dramaticamente o que aconteceu nas últimas horas:

"Todos os olhares se dirigiam para a parte superior da catedral e era algo extraordinário o que viam: na parte mais elevada da última galeria, acima da rosácea central, uma grande chama subia entre os campanários com turbilhões de faíscas, uma grande chama revolta e furiosa".

Em torno dos personagens Quasimodo e da cigana Esmeralda, Victor Hugo fez da catedral a verdadeira heroína de "Nossa Senhora de Paris", com o objetivo de chamar a atenção sobre o estado de decrepitude do monumento.

O sucesso da obra provocou um movimento de cidadãos que foi capaz de fazer com que as autoridades reabilitassem a catedral.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.