A informação foi avançada hoje à Inforpress, pelo vereador do Turismo, Cultura, Desporto e Promoção do Concelho, David Soares, tendo assegurado que “tudo vai estar pronto” para mais uma edição deste certame gastronómico, vista pela edilidade tarrafalense como “mais um produto turístico” deste município do interior de Santiago.

A mesma fonte fez saber que, à semelhança da edição anterior, a câmara decidiu montar as 20 “barracas” para alimentação, cujas feirantes pagam um montante de 2000 escudos, oferecendo um cardápio que, além do peixe, incluirá pratos com outros produtos do mar.

Por outro lado, o autarca deixou claro que não será permitida venda fora do espaço definido pela câmara, que este ano vai contar ainda com vendedeiras de água de coco.

Paralelamente ao evento, serão realizadas actividades culturais com actuação de artistas locais e de outros municípios, como Benachinhu e Suzeti, Princesito, Djan Neguin, Nilson Lila, Gabi Baessa e Leny, Xintoni e banda e ainda surpresas.

A iniciativa, promovida pela Câmara Municipal do Tarrafal, através do pelouro do Turismo, Cultura, Desporto e Promoção do Concelho , está orçada em 200 contos.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.