David Soares, que falava à Inforpress à margem da abertura da formação para batucadeiras daquele município, no salão nobre da câmara municipal, com o objectivo de ‟resgatar a forma mais tradicional de fazer batuque”, sublinhou que se trata de uma das ‟grandes tradições” do município.

‟Constatamos alguma extinção na forma tradicional de fazer batuque, por isso, resolvemos dar essa formação para que possamos entrar mais uma vez no eixo”, afirmou.

Segundo David Soares, dos géneros musicais que prevalecem no município, batuque ‟está de melhor saúde”, realçando que, existe vários grupos com ‟qualidade”, que praticamente, todos os finais de semanas saem para apresentarem seus trabalhos em outros municípios.

Contudo, este responsável, pede a todos os grupos de batucadeiras do município a continuarem ‟humildes” para que aprendam cada vez mais os ensinamentos daqueles que conhecem o batuque na sua profundidade.

O vereador sublinhou ainda que podem contar com a câmara municipal, como um parceiro ‟a todo tempo”, para a promoção e valorização de batuque.

A formação conta com a participação de 12 grupos de batucadeiras de todo o município e está a cargo do artista Princesito.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.