Segundo informações do artista plástico Tutu Sousa, a galeria, no âmbito das suas actividades, aposta em fazer exposições individuais e colectivas, e tendo em conta que já realizaram três individuais resolveram desta vez fazer um colectivo, dando destaque aos artistas contemporâneos, principalmente a nova geração.

Conforme disse, muitos dos jovens artistas têm dificuldades em encontrar uma sala para expor, por isso a galeria tem vindo a dar oportunidades a eles.

A exposição que será inaugurada hoje à tarde e ficará patente até 30 de Agosto, explicou, é da autoria de Adílio Felsing, Nuno Prazeres, Edson Garcia, Carlos Veiga, Tutu Sousa e Zelito Barbosa.

Estarão patentes 16 quadros e a maioria fala da mulher e da música, entretanto, da sua colecção, destacou um quadro em que duas crianças, tapando parte da cara fazem um gesto de stop.

“É um tema que tenho estado a trabalhar, um novo estilo de pintura, uma nova fase e este tema é uma chamada de atenção para stop violência, stop publicidade gratuita, stop para a discriminação. Muitos dizem que as crianças são coitadas, mas querem é ser homens de amanhã com responsabilidade, por isso é um basta para tudo isso”, revelou.

Tutu Sousa acredita que será uma exposição “interessante e bastante rica”, com várias línguas diferentes, porque cada artista expressa-se de uma maneira.

“Aconselho todas as pessoas a visitarem a exposição porque vão encontrar obras de grande porte”, enfatizou.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.