O governante fez este anúncio em declarações à imprensa momentos antes de presidir à abertura do Festival de Milho e Assados, que decorreu durante todo o dia, no mercado municipal de São Lourenço dos Órgãos.

Segundo Abraão Vicente, as obras que se enquadram no programa “1 Auditório por 1 Município”, cujo contrato programa vai ser assinado “dentro de duas semanas”, visa dotar aquele município do interior de Santiago, igualmente, de uma “grande” casa cultural.

Por sua vez, em declaração à Inforpress, o presidente do município de São Lourenço dos Órgãos, Carlos Vasconcelos, disse que o auditório municipal vai ser uma “mais-valia” para a população, sobretudo para os jovens artistas e para agentes culturais no seu todo, que passam a ter um espaço “de qualidade” para apresentarem os seus trabalhos.

O autarca informou que as obras no cine-teatro, situado na cidade de João Teves, devem arrancar em dezembro e prolongar-se por um período de sete meses.

“Vamos lançar o concurso para que os empreiteiros possam concorrer ainda no início deste mês. Estamos a falar de uma obra que vai custar cerca de 18 mil contos, financiados a quase 100 por cento (%) pelo Governo, através do Ministério da Cultura e do Fundo do Turismo”, disse.

Carlos Vasconcelos adiantou ainda que o auditório municipal, que vai ter salas de reuniões e com condições para receber grandes eventos, vai ser equipada com equipamentos modernos.

Segundo o edil, este investimento vai fazer com que o município de São Lourenço dos Órgãos “entre na rota da realização de grandes eventos”.

O programa “1 Auditório por 1 Município” que é de âmbito nacional, segundo o Governo, aposta no empoderamento dos espaços e estruturas culturais, pela via da requalificação e apetrechamento, de forma a que os municípios possam receber grandes espetáculos e proporcionar melhores condições aos artistas e público em geral.

FM/ZS