Em declarações à Inforpress, o artesão Beto Diogo explicou que esta demonstração pública dos produtos será o resultado das oficinas de artes diversas realizadas ao longo dos 10 dias (09 a 18) na residência artística, que vai reunir 15 artistas de vários concelhos de Santiago e ainda um de Santo Antão.

Beto Diogo informou ainda que o ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, pode marcar presença na exposição e venda de produtos aprazada para 21, na Biblioteca Municipal de Santa Catarina.

Além do artesanato e oficinas de artes, o evento promovido pela Casa das Artes de Assomada, em parceria com a Câmara Municipal e Delegação Escolar de Santa Catarina, tem ainda na programação capoeira, música, teatro, dança e pintura.

Para este ano, segundo o promotor do evento, vai ter uma extensão à localidade de Ribeira da Barca, de 27 a 28, onde está a decorrer uma formação em artes de cabedal, com o fito de levar a arte aos jovens como forma de “ganha-pão”.

Segundo este artesão, os desafios desta classe são muitos, mas reiterou que o mais emergente é a certificação e escoamento dos produtos, com foco nos emigrantes.