“Rostús y Idêntidadi” são fotografias do meio rural com gentes de Santa Catarina, Santa Cruz e São Lourenço dos Órgãos, ou seja, são vivências do dia-a-dia dos povos do interior de Santiago, na qual as trouxe em várias perspectivas. Queremos trazer uma mensagem forte do que temos aqui que são humildade, perseverança, esperança e responsabilidades para com as crianças”, explicou Kuny Mendes, em declarações à Inforpress.

As imagens mostram um povo muito ligado à terra que é a essência de Cabo Verde, disse o fotógrafo, natural de Santa Cruz, informando que esta é terceira exposição do “Rostús y Idêntidadi” que já esteve patente no Palácio Cultural Ildo Lobo (PCIL), na Cidade da Praia e no ex-Campo de Concentração do Tarrafal.

Na ocasião, o fotógrafo, que estreou em 2016, manifestou a intenção de “levar a identidade do interior de Santiago” através desta colecção fotográfica aos outros concelhos e ilhas do arquipélago.

Daí o seu interesse em trabalhar “mais a fundo” as vivências dos povos do interior de Santiago e das outras ilhas, que segundo diz é “uma forma de contribuir para a perseveração e valorização da nossa identidade”.

“É muito importante divulgar a nossa identidade e nossa cultura para as novas gerações para que possam ver os trabalhos feitos e fortalecer cada vez mais a nossa cultura, porque é ela que nos representa onde quer que formos”, para onde quer que formos”, sublinhou o também activista cultural.

A colecção que representa a “simplicidade, responsabilidade e esperança” é composta por 30 fotos em dimensões 120 * 90, sendo que nessa exposição fotográfica estarão patentes 27 quadros, uma vez que outras três encontram-se numa mostra do Ministério da Cultura, no Palácio da Cultura Ildo Lobo, na Cidade da Praia.

A exposição e venda inaugurada esta tarde que se enquadra no âmbito das festividades de Santa Catarina, que se comemora no 25 de Novembro próximo, vai estar patente ao público ate 30 deste mês, das 09:00 as 19:00 no Centro Cultural Norberto Tavares.

Nilson Mendes “Kuny Mendes”, natural de Santa Cruz, residente atualmente em Assomada estreou em 2016 com “Guentis di de Santa Katrina”, seguindo-se em 2017 com “Juntos pela primeira infância” e em 2018 traz “Rostús y Idêntidadi”.