A Fundação Amílcar Cabral, com sede na cidade da Praia, escolheu a ilha do Sal para este ano acolher o ato central das celebrações do Dia dos Heróis, assinalado a 20 de janeiro, com diversas atividades de forma a “dar a conhecer um pouco” sobre a história da Libertação Nacional.

Das atividades programadas, segundo o Combatente da Liberdade Júlio de Carvalho, antena da fundação na ilha do Sal, destacam-se três “momentos interessantes”, entre eles a apresentação, em primeira mão, da obra de Cabral, “A Luta Criou Raízes”.

Júlio de Carvalho explicou, em declarações à Inforpress, que este livro de inéditos de Amílcar Cabral foi trabalhado por Olívio Pires e Luís Fonseca, que juntamente com Chico Tomar vão se ocupar da sua apresentação.

Um outro momento relaciona-se com a animação de Marilene Pereira sobre o livro “Eu, Amílcar”, da sua autoria, entrelaçado com poesia, estátua viva e música, dedicado às crianças.

E, finalmente, o ato central do 20 de janeiro, presidido pelo comandante Pedro Pires e pelo presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, no Salão Nobre dos Paços do Concelho.

Para além do presidente da Fundação Amílcar Cabral, Pedro Pires, vão estar presentes ainda combatentes, dirigentes destacados, na altura, designadamente Silvino da Luz, Olívio Pires e Luís Fonseca, com “intervenções rápidas” em várias áreas.

No ato central destas comemorações, reserva-se uma dissertação sobre “O papel histórico da ilha do Sal nos processos de libertação da África do Sul, Angola e Namíbia”, pelo comandante Silvino da Luz.

Música e poesia alusivas à data, entrega de prémios das atividades desportivas e concursos fazem ainda parte do programa.

A programação, em curso desde segunda-feira, 07, com torneio de futebol e futsal masculino e feminino,   tem continuidade até o dia 20, e dela ainda consta uma exposição sobre Amílcar Cabral, concurso de poesia, desenho e pintura, com alunos do ensino básico e entrega de livros de Amílcar Cabral à Biblioteca Municipal do Sal, entre outras iniciativas.

Maratona da Liberdade e dos Heróis, conversa aberta entre os alunos da Escola Secundária de Santa Maria com os combatentes da liberdade, são outros momentos do programa de celebração do Dia da Liberdade e o Dia dos Heróis Nacionais, assinalados a 13 e 20 de janeiro, respetivamente.

No domingo, 20 de janeiro, o dia inicia-se com a cerimónia do içar da bandeira no átrio dos Paços do Concelho, deposição de coroa de flores na estátua Amílcar Cabral, seguido de sessão solene da Assembleia Municipal do Sal.