Na abertura da Noite Branca, edição 2019, de acordo com o vereador da Cultura da Câmara Municipal da Praia, comemora-se o 10ª aniversário da Broda Music, pelo que estarão em palco na Avenida Amílcar Cabral, artistas como Djodje, Ricky Man, Kady, Mário Marta e convidados como Loony Johnson, Dina, Élida Almeida, Jimmy, Mika Mendes, Mito Kaskas, Azuaga de entre um leque de artistas reconhecidos.

António Lopes da Silva revelou, ainda, em conferência de imprensa, que a Noite Branca vai envolver um leque de actividades como música, dança, cinema, teatro, passagem de modelos, espectáculos palhaços, de forma a transformar a cidade capital num grande palco com mais de mil artistas a participar de forma directa nos dias 20 e 21.

O vereador diz acreditar que a Noite Branca deste ano vai ter um “sabor especial” e promete ser um dos melhores espectáculos realizados nos últimos tempos na Cidade da Praia.

Para a abertura, o produtor musical Augusto Veiga, enquanto representante da Brodamusic, na conferência de imprensa, promete “show de espectáculo”, num “palco diferente do normal”, de dimensão maior e com inovações a nível de pirotecnia, ecrãs leds e tecnologias de forma que possa ser um show “extremamente interactivo e do melhor”.

A nona edição da Noite Branca está orçada em três mil contos provenientes da Câmara Municipal da Praia, para além da parceria de privados.

Para o evento, a autarquia promete palcos com tecnologias de ponta, de forma a ir ao encontro das exigências do público, tanto nacionais como estrangeiros, com o argumento que a dimensão da Noite Branca já vem despertando a atenção além-fronteira.

A anteceder o espectáculos de abertura, a organização tem agendado desfile de cola-sandjom, tabanca, “bididó” (mascarado), abertura da Praça Criativa (momento infantil e familiar), Casa das Artes, reposição da “Feira das Ilhas”, também na Avenida Amílcar Cabral, para que a Cidade da Praia seja representada na sua diversificação cultural.

Já no dia 21, a Noite Branca abre as portas para as habituais actividades como a roda de batuque, “white fashion” no Liceu Domingos Ramos, feira de artesanato, momentos de guitarra no Miradouro Diogo Gomes, concertos de Banda Municipal e cinema de rua, nos palcos específicos em Ponta Belém, Pracinha Escola, Praça Amílcar Cabral, Pedonal, Palco Jovem habitual.

A particularidade deste ano é que todos os 16 palcos a serem implantados vão dar muita atenção à morna, já que é grande a expectativa que, por esta altura, a morna já será atribuída pela UNESCO o estatuto de Património Imaterial da Humanidade.3

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.