O encontro, promovido pela Câmara Municipal do Porto Novo, para assinalar o Dia do Artesão, que se comemora esta terça-feira, visa ainda a apresentação do cadastro dos artesãos locais e da versão zero do plano de atividades do centro de Artes e Ofícios do Porto Novo.

A direção dessa associação dos artesãos do Porto Novo, criada há quase quatro anos, confirma ter assinado, com o Fundo do Ambiente, um contrato-programa com vista à montagem da oficina “eco-art”, que começa, “em breve”, a funcionar na antiga escola de Alto Peixinho, na cidade do Porto Novo.

Trata-se de “um ganho enorme na luta para o desenvolvimento do artesanato” no Porto Novo, segundo essa associação, que tem por finalidade a promoção do artesanato local e a defesa dos interesses dos artesãos portonovenses.

Com a criação da oficina de produção do artesanato, os artesãos esperam, além da preservação do meio ambiente, contribuir ainda para o fomento dessa atividade neste concelho, de grande tradição a nível do artesanato.

Os artesãos do Porto Novo têm estado a queixar-se da “falta de apoios e de oportunidades” para o artesanato no município do Porto Novo, defendendo a realização de feiras locais dedicadas exclusivamente ao artesanato.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.