De acordo com a agenda cultural do Palácio da Cultura Ildo Lobo, esses documentários vão ser exibidos a partir do dia 06 até 27, naquele espaço, sempre a partir das 18:00.

O primeiro documentário a ser exibido é “Exit Trough the Gift Shop: A Banksy Film”, um documentário britânico de 2010, dirigido pelo grafiteiro Banksy, que conta a história de Thierry Guetta, um imigrante francês que mora em Los Angeles, e a sua obsessão pela arte de rua.

Para assinalar o Dia Dos Oceanos, no dia 08, será exibido o documentário canadense, de 2018, dirigido por Rob Stewart, “Sharkwater Extinction”, numa parceria com a Biosfera Cabo Verde, Latuna, Movimento Contra a População em Cabo Verde e Artikul CJ.

Filmado em Cabo Verde, na Costa Rica, nas Bahamas, no Panamá e nos EUA, o documentário explora as muitas maneiras em que tubarões continuam a ser colocados em perigo.

“Um dos mais antigos e importantes predadores do mundo, a população de tubarões diminuiu em 90 por cento (%) nos últimos 30 anos. Por conta da lucrativa indústria de pirataria, furos legais e corrupção, ainda que a prática de retirar barbatanas de tubarões seja ilegal na maior parte do mundo, essas criaturas magníficas estão em mais perigo do que nunca”, lê-se na sinopse do filme.

No dia 13, será projetado o documentário “Lixo Extraordinário- Vik Muniz”, no dia 19, “Portugueses Sogo” com a banda Sonora ao vivo tocada pela portuguesa Rita Redshoes e no dia 27 vai ser exibido o documentário “O lado obscuro de Miguel Ângelo”.

Ainda no âmbito da agenda cultural do Palácio da Cultura Ildo Lobo estão previstas várias exposições de pintura, concertos e lançamentos musicais, workshops, feira de livros de poesia e banda desenhada, com Inês Ramos.