Esquecidos no banco de trás de um carro em 1968, os óculos foram colocados à venda por Alan Herring, motorista de Ringo Starr e George Harrison, dois dos quatro membros dos Beatles, no final dos anos 1960.

Herring explicou que, um dia, ele apanhou Starr, Harrison e Lennon e levou-os "ao escritório".

"Quando John saiu do carro, percebi que ele se tinha esquecido dos óculos de sol no banco de trás e que uma das pernas se tinha soltado", acrescentou. "Perguntei a John se ele queria que eu os reparasse. E ele respondeu: 'Não se preocupe, eles são apenas parte do estilo'", disse.

"Eu não os consertei, mantive-os como estavam", acrescentou.

Outras relíquias dos Beatles foram oferecidas aos compradores, como um colar de pérolas com sinos que pertencia a George Harrison, vendido por 10.000 libras (cerca de 12 mil euros).

"John Lennon e os seus óculos de sol emblemáticos são inseparáveis. (...) Eles são os óculos de sol mais míticos da história do rock and roll", disse Gabriel Heaton, especialista em livros e manuscritos da Sotheby's, em comunicado.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.