Além de Minó de Ninita serão homenageados Sidónio Monteiro (política) e José Quintino Mendes (diáspora), e a título póstuma as figuras de Nicolau Gomes (sociedade civil) e Silvério Lopes Teixeira (Desporto).

Minó de Ninita foi um ativista cultural muito conhecido e respeitado em todo o concelho, tendo deixado legados à sua comunidade e ao seu município, essencialmente no domínio da cultura.

Uma das grandes figuras do Carnaval dos Mosteiros, Minó de Ninita destacou-se como um artista multifacetado que compunha músicas de Carnaval, concebia e trabalhava na montagem de andores de um dos grupos mais emblemáticos dos Mosteiros, Estrela Negra, que fundou juntamente com amigos.

Minó de Ninita teve passagem pelo teatro e trabalhou neste domínio enquanto militante da Juventude Africana Amílcar Cabral (JAAC-CV). A nível político foi militante do PAICV e conhecido pelo seu dinamismo no seio do partido no concelho dos Mosteiros.

Para além de Mino de Ninita, e a título póstumo, a edilidade vai prestar homenagem a outras duas figuras, uma das quais ligada à sociedade civil e outra ao desporto, nomeadamente Nicolau Gomes, também conhecido por Tchintchin, e Silvério Lopes Teixeira, conhecido no meio por Silvério Peletcha, respetivamente.

Tchintchin esteve ligado ao comércio e foi uma figura muito conhecido nos Mosteiros e que chegou a integrar a Comissão Instaladora do Município dos Mosteiros, na década de 90 do século passado.

Na categoria do desporto, a autarquia confere diploma de reconhecimento a figura de Silvério Lopes Teixeira, que foi um grande entusiasta do desporto (futebol) e que apoiou sempre as equipas dos Mosteiros com o transporte, numa altura em que eram raros os veículos no concelho.

No sector da política a escolha recaiu sobre a figura de Sidónio Monteiro, antigo presidente da Assembleia Municipal dos Mosteiros, deputado pelo círculo eleito dos Mosteiros e da ilha do Fogo, pelo seu percurso enquanto político e governante.

Quanto à diáspora, o reconhecimento é atribuído a José Quintino Mendes, emigrante nos Estados Unidos da América, em sinal de reconhecimento pelo trabalho realizado junto da comunidade mosteirenses na América.